Ansiedade


“…cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós”.
I Pedro 5.6b7

Ansiedade, medo, preocupação, estresse e depressão – termos bem conhecidos em nossos dias que fazem parte do cotidiano de muita gente. Basta entrar em uma livraria e ver que os livros mais procurados e vendidos são os de auto-ajuda.

Mas o que é  ansiedade? Ansiedade é um estado emotivo caracterizado por um sentimento de insegurança. Insegurança e medo quanto o meu amanhã, quanto ao que eu vou comer, vestir, o que vou estudar, aonde vou trabalhar, como quitar minhas dividas, com quem vou namorar, casar e outras coisas corriqueiras.

Muitos como resultado da ansiedade acabam ficando irritados, com pensamentos acelerados, com vontade de fugir, dificuldade de concentração, procrastinam trabalhos, com medos paralisantes e tantos outros sintomas.

O Senhor Jesus por três vezes disse: “não andeis ansiosos” (Mt 6.25,31,34) E mais tarde Paulo disse “Não andeis ansiosos de coisa alguma” (Fl 4.6-7).

Reparem, que tanto Jesus quanto Paulo dizendo no imperativo “não andeis“, logo, não andar ansioso é uma ordem bíblica.

Portanto, a ansiedade, em qualquer tempo, é um pecado, porque transgride uma clara prescrição bíblica.

Porém, o apostolo Pedro nos dá dois princípios sobre como lidarmos com nossas ansiedades: o primeiro é desenvolver uma atitude de humildade. “…no trato de uns para com os outros, cingi-vos todos de humildade…” (I Pedro 5.5). Assim como um empregado se veste com um avental para servir, nós devemos nos vestir da humildade para com os outros e servi-los, e o senhor Jesus disse que é feliz “Bem aventurado”, ou seja, “FELIZ” aquele que serve (João 13.17), ou seja, devemos deixar de lado nossas preocupações, olharmos menos para nós mesmo e servirmos aos outros. E humildade também para com Deus, pois “Deus resiste aos soberbos, contudo aos humildes concede a sua graça” (1 Pedro 5.5),  quando nos humilhamos aos pés do Senhor, no tempo oportuno Ele nos exalta (I Pedro 5.6).

E por último, devemos confiar no Senhor, lançando sobre ele toda a nossa ansiedade, pois ele é um Deus que cuida de nós.Devemos pegar tudo que nos aflige e lançarmos sobre o Senhor, confiarmos que ele cuida de tudo.

Se você tem sido ansioso, peça perdão a Deus, se humilhe diante dele, procure pessoas a quem você possa servir e lance sua ansiedade diante de Deus.

Deus abençoe a sua vida!

Rev. Davi Helon